O maestro Little Piga

Litte Piga

Little Piga

Um outra figura importantíssima não só para o Coke Luxe mas para todo este cenário musical , foi sem sombra de dúvidas o Luiz Fernando Jimenes de Barros, ou melhor, o Little Piga, baixista da banda.

Esse foi um dos caras com quem mais tive contato e amizade, sem contar o laço que temos entre nossas famílias, que vai muito  além do que qualquer amizade, seria como se fizéssemos parte da mesma família.

Fiquei muito feliz com as mensagens da sua filha, Nara, e depois da sua esposa, Lucia. Primeiro por saber que acompanhamo o Blog e depois por descobrir que hoje em dia a Nara esta cantando numa banda também. Isso reforça a idéia de que não tem jeito: quando as coisas estão no sangue não tem como escapar.

Falar sobre o Piga é algo que faço com o maior carinho e com muita particularidade, afinal este foi um dos maiores compositores, escritores e músicos de todos os tempos, um cara que sempre esteve há anos luz da maioria das pessoas e até por isso, muitas vezes, era difícil compreender o que passava na sua cabeça.

Meu pai sempre comentava que se ele teve um professor na música, ou melhor, um maestro como era apelidado carihosamente, essa pessoa era o Piga. E que se o Coke Luxe chegou onde chegou, foi graças a ele também.

Para vocês terem uma idéia, quando o Coke Luxe foi gravar o LP “Rockabilly Bop”, em meados dos anos 80, o cara enxergou esse lance de misturar instrumentos de sopro na essência do rockabilly muito antes de qualquer outra banda nacional e até mesmo essa onda internacional de Jump & Jive aparecer no final da década de 90, como o próprio Brian Setzer Orchestra e o Big Bad Voodoo Daddy.

Lembro que na época meu pai não curtiu muito a gravação do disco do Coke Luxe, porque soava diferente da banda que muitos estavam acostumados a ouvir, e hoje em dia o som esta mais atualizado do que nunca, a qualidade sonora é indiscutível e os arranjos e melodias muito bem alinhados.

Em todas as bandas que toquei e toco, sempre costumo apresentar suas composições. Com o The Krents regravamos clássicos como Adorável Vagabunda, que na minha opinião é uma das melhores músicas já escritas, além de Homenagem a Três e Não beba Papai.

Para vocês terem idéia do compositor que foi este cara,  cerca de 80% das músicas do Coke Luxe são dele. Posso citar algumas  (PRÓPRIAS) executadas pelo Coke Luxe e depois pelo Rockterapia: BUZUM, ESPÍRITO DE PORCO, GATA GATUNA, REI DO RACHA, ADORÁVEL VAGABUNDA, FOME NA TV, RADINHO DE PILHA.

Sem contar sua parceria com o Jipp Willis que resultou nas músicas: NÃO BEBA PAPAI, BAFO ROCK e PÕE MAIS UMA, composição em parceria com o Eddy Teddy.

Uma das minhas grandes lembranças, e que certamente deveria ter aproveitado mais na ocasião, foi ter participado junto com o Deni de uma das suas últimas bandas, onde eu cantava alguns covers como Just a Gigolô e outras do Coke Luxe. Apesar de termos ficado só em estúdio, pude aprender a interpretar o que cantava e ao mesmo tempo participar desses ensaios históricos.

O Piga foi um dos poucos amigos do meu pai que continuou próximo da gente, freqüentando nossa casa, conversando sobre música, ensinando e compartilhando um pouco dessas histórias e de sua experiência… uma pena não ter aproveitado mais estes momentos que estivemos juntos, afinal todos nós pensamos que nunca ninguém vai partir e, noca so dele, tão cedo.

Vira e mexe, conversávamos sobre os Beach Boys, banda que curtíamos muito, sobre as bandas de Jump & Jive, sobre bandas do final dos anos 60 e também das novidades tecnológicas, programas de computador, edição…. O cara era um autodidata.

Sua perda para mim foi algo incalculável, por isso enquanto eu puder cantar e continuar batalhando por divulgar este som sempre farei questão de prestar uma homenagem a este grande cara, através de suas músicas que vão se manter sempre vivas e na memória.

Litte Piga

Little Piga

Anúncios

10 Respostas to “O maestro Little Piga”

  1. Nara Says:

    Amém! rs

  2. Lucia Says:

    Nossa Luiz … agora bateu forte o coração !!!
    Obrigada por todas essas sensações !!!
    Conte comigo para o que for.
    beijos
    tia Lucia … rsrsrsrsrs

    • Jurandir Sandroni Says:

      Sem comentários, se hoje eu sou quem sou, devo a este Cara Maravilhoso,
      que infelizmente partiu. Assim como todas as minhas boas referências: Jimmy, Janis, Jeff Healley e Luis Fernando Jimenes de Barros. O cara que me ensinou a ouvir o que é bom, me ensinou o Corel 4 eo Photoshop 1. Hoje sou Designer Grafico, graças ao Luís. A Nara era pré adolescente e a Lúcia envolvida com São Luis do Paraitinga e eu com meus vinte e poucos enchendo o saco na casa deles. Lucia e Nara, meus sentimentos e gostaria de entrar em contato com Vcs.

  3. Jurandir Sandroni Says:

    Cara, agradeço muito! E como eu e o Luis diziamos quando queriamos sacanear alguem na hora de dizer palavras de conforto: A WOP BOP A LULA, A WOP BAM BUM!!

  4. Daniel Tucci Says:

    Muito bacana o artigo, parabéns, nosso mestre Piga faz muita falta e cada vez mais que agente vai se embrenhando na música começamos a entender muitas das coisas que ele tentava nos chamar a atenção… Sem dúvida ele estava bem á frente…
    Algumas das características marcantes do mestre Piga que eu me identifico e fui muito influenciado, sem dúvida, é que que o cara era uma imensa referência como auto-didata, haha tipo uma filosofia de vida, e atualmente vivendo como musico profissional, sou cada vez mais perfeccionista como o mestre. Viva!

  5. CArlos Eduardo Says:

    não acredito que o Luiz morreu …ele foi meu primeiro professor …o cara que me ensinou a ler partituras e a quem eu devo muito … estava por um acaso procurando seu nome no orkut , facebook para ver se reestabelecia contato … hoje sou contrabaixista da orquestra do Teatro São Pedro e me tornei músico muito por conta dele … não acredito até agora …

  6. Neto Monteiro Says:

    Piga Foi meu professor também.
    Hoje dou aulas e menciono sempre seu nome como exemplo de um cara a frente de seu tempo.
    Toquei muito neste jazz bass que ele aparece na foto pois pegava dois onibus e metro pra chegar em sua casa e não levava baixo.
    Valeu pelo blog, gostaria de saber mais sobre como ele nos deixou e sua idade.
    Agradecimentos ao eterno mestre:

    Neto Monteiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: